Esse modelo de serviço só pode ocorrer enquanto o município estiver na onda verde do Minas Consciente

O Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19 elaborou protocolo sanitário específico para sorveterias e açaiterias adotarem enquanto durar a pandemia. O documento, disponível no portal www.patosdeminas.mg.gov.br, determina o uso de luvas descartáveis nos casos em que o próprio cliente serve o alimento. Essa prática está liberada somente na onda verde do Minas Consciente, a fase em que Patos de Minas está classificada atualmente.

A abertura desses estabelecimentos já estava condicionada às medidas previstas no protocolo de bares, restaurantes e similares, contudo foi preciso criar documento próprio para o segmento de sorveteria diante das muitas denúncias de descumprimento das normas. “Todo local que ofereça self-service deve seguir cuidados especiais. É imprescindível que os pegadores sejam higienizados com frequência, inclusive os cabos, pois são compartilhados entre as pessoas”, explica o coordenador do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19, Célio Adriano Lopes. 

Essas e outras medidas de segurança para reduzir o risco de transmissão do vírus estão descritas no protocolo recém-divulgado. O documento divide as condições de funcionamento em duas situações: quando o município está na onda verde e quando está na onda amarela. Na fase amarela, sorveterias e açaiterias devem disponibilizar funcionário para servir individualmente o consumidor, ou seja, o self-service no modelo tradicional é proibido.