Criadouros do Aedes aegypti mais encontrados na cidade foram depósitos a nível do solo, latas, pratos embaixo de vasos de planta e pneus descartados de forma inadequada

O Programa Municipal de Combate à Dengue (PMCD) apresentou o resultado do primeiro Levantamento Rápido de Índice de Infestação por Aedes Aegypti (LIRAa) realizado em 2021 em Patos de Minas: 2,2 (médio risco). O trabalho ocorreu nos dias 12, 13 e 14 deste mês e abrangeu todos os bairros, com visitação a 3.569 imóveis. Na oportunidade, os agentes de combate a endemias levaram informações à população sobre como manter longe o mosquito. 

“Nossa equipe localizou muitos recipientes com presença de larvas e pupas, as quais foram recolhidas e encaminhadas ao laboratório. Após feita a análise, no final dos três dias, foi constatado o índice de infestação predial do município”, explicou a coordenadora do PMCD. Segundo Daniele Nunes, foram encontradas larvas em quase todos os bairros da cidade, porém em maior quantidade no Alvorada, Caramuru, Coração Eucarístico, Jardim Itamarati, Jardim Quebec, Nossa Senhora de Fátima, Barreiro, Sorriso e Santa Helena. 

Ainda de acordo com a coordenadora, os principais recipientes que estavam servindo de depósito de água e colaborando para a proliferação das larvas do mosquito foram depósitos a nível do solo, latas, pratos embaixo de vasos de planta e pneus descartados de forma inadequada. Após o resultado do LIRAa, os agentes já estão elaborando estratégias de trabalho, como, por exemplo, intensificar mutirões, campanhas educativas e visitas domiciliares. 

Daniele ressalta que as ações de prevenção e combate ao mosquito transmissor da dengue, chikungunya, zika e febre amarela são mais eficazes quando contam com apoio popular. “Os moradores devem abrir as portas de seus imóveis aos agentes, para que seja feito o tratamento com larvicida, quando necessário, e o trabalho de informar e mobilizar”, diz, reforçando: “Nossa equipe atua devidamente uniformizada e, em caso de dúvidas, o morador deve perguntar o nome do agente e a matrícula, pedir para ele aguardar e entrar em contato conosco pelo telefone 3822-9755 para confirmar se realmente é um funcionário do programa”. 

Esse mesmo telefone é WhatsApp, e está à disposição da população para denúncias e reclamações. 

Números – Patos de Minas terminou 2020 com 781 casos confirmados de dengue, número bem menor do que o registrado em 2019, quando o município enfrentou uma epidemia. A redução dos casos, contudo, não permite relaxamento nos cuidados contra o mosquito. Do início do ano até agora, são 18 notificações e nenhuma confirmação da doença por enquanto.