Obra traz os 23 bens tombados no município e os seis bens imateriais registrados

Na última quarta-feira (23/11), ocorreu a cerimônia de lançamento do livro “Patrimônio Cultural de Patos de Minas: tombamentos e registros”. Além da exposição da obra, os presentes puderam apreciar apresentações artístico-culturais de viola e capoeira durante o evento. Entre os convidados, estavam o prefeito de Patos de Minas, Luís Eduardo Falcão, os secretários de Cultura e Educação Ivan Rosa e Sônia Silveira e o superintendente da SRE Carlos Coimbra. Também marcaram presença representantes de instituições de ensino do município e de movimentos culturais.

A obra foi produzida pela Secretaria Municipal de Cultura, Turismo, Esporte e Lazer por meio da Diretoria de Igualdade Racial, Memória e Patrimônio Cultural. São 29 bens contemplados no livro, 23 materiais (como a Casa de Olegário Maciel, a Avenida Getúlio Vargas e a Catedral de Santo Antônio de Pádua) e seis manifestações imateriais (como Folia de Reis, Congadas e Capoeira).

A primeira tiragem atenderá principalmente as instituições de ensino. Exemplares estão sendo distribuídos para todas as escolas do município (públicas e privadas), faculdades e bibliotecas. É um material para ser utilizado como fonte de pesquisa e de estudo e que também servirá de base para que os professores trabalhem sobre educação patrimonial. Além disso, a obra estará disponível para consulta e empréstimo na biblioteca do MuP e na João XXIII.

“O objetivo desse trabalho é valorizar e divulgar a cultura de nossa cidade assim como ser fonte de pesquisas e estudos sobre parte da história de Patos de Minas”, informou o Diretor da Dimep, Alessander Freitas. “Além de imagens belíssimas, o livro traz uma breve apresentação de cada bem, destacando seu valor histórico e cultural para nosso município”, acrescentou.