Projeto acontece em duas etapas: sensibilização dos comerciantes e coleta de sangue da população estudada para análise

Produtores rurais que comercializam na Ceasa Regional de Patos de Minas estão incluídos em projeto para rastrear marcadores de risco para o câncer de próstata. A primeira etapa ocorreu nessa quinta-feira (19) e teve como objetivo sensibilizar os participantes quanto à importância da iniciativa. O estudo é da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) e recebe apoio do Ministério Público do Trabalho, da Secretaria Municipal de Saúde/Vigilância em Saúde e da Secretaria Municipal de Agricultura.

A segunda etapa do projeto na Ceasa, agendada para o dia 3 de dezembro, consiste na coleta de sangue da população estudada. “Por meio da análise genética dos participantes, verificaremos se eles têm risco de desenvolver o câncer de próstata. Dentro do estudo, ligaremos essas informações a fatores de risco para trabalhar a prevenção, a fim de que não desenvolvam a doença”, explica a diretora da Vigilância em Saúde, Geize Marques. Ela acrescenta que o estudo é voltado para produtores expostos a agrotóxicos.

Presenças – Estiveram presentes na etapa para sensibilização de comerciantes da Ceasa: professora da UFU Thaíse Gonçalves de Araújo; diretora da Vigilância em Saúde, Geize Marques; coordenadora da Vigilância em Saúde do Trabalhador, Lílian Marinho; e coordenadora da Ceasa, Cristiane Londe. Também participaram o técnico da UFU Renan Faria e os alunos Douglas Brandão, Paula Marynella, Dayanne Borges, Gislaine Rocha e Laryssa Sales.