Em nota publicada no dia 17 de março, o Governo de Minas Gerais esclareceu que o livre exercício de culto religioso é garantido constitucionalmente e, portanto, os cultos religiosos estão permitidos independentemente da onda do Minas Consciente. 

Mas, considerando o momento de cautela que Minas Gerais enfrenta, é imprescindível que qualquer atividade seja desempenhada com os cuidados necessários para evitar a propagação do vírus, como: uso de máscara, distanciamento social, número restrito de pessoas e medidas de higiene.

Em Patos de Minas, igrejas e templos devem observar o protocolo sanitário próprio elaborado para esse setor. Conforme o documento, as igrejas devem obedecer à lotação máxima de 30% da capacidade da estrutura da entidade. Apenas as áreas trafegáveis/utilizadas devem ser consideradas para o cálculo da área do ambiente. 

A versão completa do protocolo está disponível no portal da prefeitura, no menu “Protocolos Sanitários“.