MuP está instalado no imóvel onde o político morou com a família, vinda para o município em 1858

Recentemente o Museu da Cidade de Patos de Minas (MuP) recebeu valioso e diversificado acervo que pertenceu a Olegário Dias Maciel. Quadros da família, uma espada da Guarda Nacional, bengalas personalizadas e medalhas de honraria estão entre os objetos doados.

O acervo foi doado por Gaspar de Faria Júnior, filho de Nísia Caixeta de Faria, que era sobrinha neta de Olegário Maciel. Contudo, foi Maria Antônia de Medeiros (na foto abaixo) a responsável por intermediar a doação dos objetos, que se encontravam em Belo Horizonte, ao MuP.

Olegário Dias Maciel nasceu em Bom Despacho (MG) em 1855. Era filho do coronel Antônio Dias Maciel e de Flaviana Rosa da Silva Maciel. Em 1858, transferiu-se com a família para Patos de Minas, onde o pai tornou-se fazendeiro. Fez os estudos preparatórios no Colégio Caraça, em Minas Gerais, e formou-se em engenharia pela Escola Politécnica do Rio de Janeiro, então capital do Império, em 1878.

Olegário Maciel foi engenheiro e político brasileiro de destaque, ocupando a vice-presidência e a presidência de Minas Gerais. Ele foi também um dos líderes da Revolução de 1930, movimento que conduziu Getúlio Vargas ao poder no Brasil.