Iniciativa foi realizada por órgãos da Secretaria de Saúde com moradores dos bairros Quebec e Coração Eucarístico

Agentes de combate a endemias distribuíram material educativo e orientaram moradores

Nos dias 30 de dezembro de 2020 e 4 de janeiro de 2021, a Secretaria de Saúde – por meio da Vigilância em Saúde, da Vigilância em Saúde Ambiental e do Centro Municipal de Controle de Zoonoses – realizou ação educativa nos bairros Quebec e Coração Eucarístico. O foco da iniciativa foi orientar os moradores sobre posse responsável e cuidados com os animais, importância do convívio harmônico entre animais e seres humanos e proteção e bem-estar animal

Durante a atividade, agentes de endemias entregaram folhetos educativos sobre os temas e orientaram os munícipes. “Nesse material, os moradores têm acesso a importantes informações, como, por exemplo, responsabilidade da adoção, vacinação, vermifugação, abandono de animais domésticos e como o cidadão deve cuidar bem do seu animal”, explicou a coordenadora da Vigilância em Saúde Ambiental, Geize Marques. 

A coordenadora lembra que a decisão de ter um animal de estimação precisa vir acompanhada da responsabilidade de oferecer a ele os cuidados necessários. “Valer-se da companhia de um cachorro ou gato é uma sensação única e que traz alegria para toda a família. Mas é importante lembrar que os animais de estimação exigem atenção e respeito. Por isso, é necessário assumir o compromisso de posse responsável”, ressalta ela.

Antes de saírem às ruas, os agentes passaram por treinamento com a médica veterinária Vanessa Pereira

A posse responsável vai além de garantir comida e água: é preciso vacinar; levar com frequência ao veterinário; não deixar cachorros e gatos soltos na rua; colocar coleiras com identificação para, em caso de fuga, facilitar o resgate. É necessário, ainda, fazer passeios frequentes para que o animal exercite-se e, nesses momentos, recolher as fezes dele evitando a contaminação ambiental.

A proposta dos órgãos municipais envolvidos na recente ação educativa é estender a iniciativa a outros bairros. “Esperamos ajudar a construir uma comunidade que entenda, de fato, o que é posse responsável e como colocar tudo em prática para viver bem com seus animais de estimação. Dessa forma, as pessoas vão melhorar a relação homem-animal e, consequentemente, viverão em um ambiente harmônico, pois as mudanças se iniciam por meio das nossas atitudes”, finalizou a diretora de Vigilância em Saúde, Lílian Marinho.