Estudo é realizado em parceria com o Unipam e objetiva auxiliar famílias carentes durante a pandemia de Covid-19

Foi divulgada hoje (8) a sexta edição da pesquisa de preços relativa a itens da cesta básica em seis hipermercados do município. Os dados foram coletados no dia 6 de fevereiro e, portanto, referem-se a preços cobrados nessa data específica. Ou seja, os estabelecimentos não são obrigados a praticá-los caso já tenham sido alterados. 

O Procon de Patos de Minas e o Unipam, por meio do curso de Ciências Contábeis, realizam esse comparativo de preços no intuito de ajudar os consumidores, sobretudo famílias carentes, a economizar nas compras de itens essenciais durante a pandemia de Covid-19. Por isso, a pesquisa não traz resultados apenas de produtos da mesma marca. 

No caso do açúcar cristal (5kg), por exemplo, o preço mais baixo é R$ 10,98 (Delta). Quanto ao café (500g), é possível comprá-lo a R$ 3,98, enquanto o pacote de arroz (5kg) mais barato sai a R$ 19,98 (Tia Nana). O óleo de soja continua pesando: o litro mais em conta custa R$ 6,59.

Considerando a mesma marca em produtos de higiene pessoal, o consumidor pode economizar R$ 3,00 na compra do pacote de papel higiênico Neve (12 rolos), uma vez que o preço varia de R$ 16,99 a R$ 19,99 entre os hipermercados pesquisados. O valor do creme dental Colgate Tripla Ação (90g) fica entre R$ 3,28 e R$ 4,29.

A pesquisa completa está disponível no portal patosdeminas.mg.gov.br, na aba Procon (Painel de Monitoramento Preços ao Consumidor).