Ligações para que o procedimento seja feito não são do INSS. Aposentados não devem fornecer informações ao receber esse tipo de contato

O nome do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) está sendo utilizado em um novo golpe: ligações telefônicas informando sobre a necessidade da realização de prova de vida on-line. De acordo com o órgão, na ligação são informados todos os dados pessoais do cidadão e encaminhada uma mensagem por WhatsApp, pedindo para que seja enviada foto de um documento para finalizar o processo. A justificativa dos criminosos é que, por estarmos enfrentando uma pandemia, esse procedimento é necessário.

O coordenador do Procon de Patos de Minas, Rafael Godinho, faz um alerta aos aposentados para que não forneçam informações ao receber esse tipo de contato. “Já chegaram até nós alguns casos relacionados ao golpe da prova de vida e sabemos que em outras cidades a procura aos Procons tem sido significativa nos últimos dias”, relatou.

Caso recebam esse tipo de ligação, a orientação é que desliguem o telefone e não forneçam nenhuma informação. O INSS não faz contato por telefone para procedimento de prova de vida. O órgão costuma entrar contato com o cidadão em situações específicas com o objetivo de informar sobre procedimentos, andamento de requerimentos ou realizar reagendamentos.O instituto poderá solicitar informações como CPF e nome da mãe para confirmação da identidade do interessado e para que seja respeitado o sigilo das informações, mas não são solicitadas fotos via WhatsApp.

Caso o cidadão tenha alguma dúvida, ele poderá ligar no 135, um dos canais oficiais do INSS. Poderá ainda buscar atendimento por meio do chat humanizado da assistente virtual, a Helô.