Saúde anunciou também o encerramento do Corujão, que até então funciona de segunda a quinta-feira das 17h às 22h

Além de estar reformando a Unidade de Pronto Atendimento, situada no Jardim Peluzzo, a Secretaria Municipal de Saúde tem buscado alternativas para aperfeiçoar o atendimento no local. Pensando nisso, a pasta estabeleceu parceria com o Consórcio Público de Saúde Intermunicipal do Alto Paranaíba para gestão compartilhada da UPA a partir de novembro. A proposta foi formalizada no último dia 11 durante assembleia extraordinária do Cisalp.

A mudança visa dinamizar medidas de rotina da unidade, como contratação de profissionais e manutenção de equipamentos. Isso porque, por ser consórcio, o Cisalp tem mais facilidade para operacionalizar essas questões se comparado à prefeitura. Em vídeo gravado na tarde de hoje (13/10), a secretária Ana Carolina Magalhães Caixeta explica esses e outros pontos relativos ao assunto. 

Corujão – Outra mudança anunciada pela pasta diz respeito ao Corujão da Saúde, que será encerrado esta semana. A medida torna-se necessária porque a procura por parte da população está muito abaixo do estimado, não justificando o investimento mensal de R$ 200 mil para manter o programa ativo.

Balanço realizado pela Secretaria de Saúde mostra que os atendimentos diários têm sido inferior a 40 pacientes somando as duas USFs participantes. Dessa forma, além de negativo custo-benefício, o programa não está cumprindo o principal objetivo para o qual foi criado: reduzir a demanda de casos leves na UPA.

“Recentemente tiramos o Corujão do Padre Eustáquio e levamos para o Sebastião Amorim, justamente na tentativa de alcançar público maior, mas isso não aconteceu. Há dias, principalmente quartas e quintas-feiras, que são assistidas apenas cerca 20 pessoas. Então não vem sendo uma alternativa saudável para os cofres públicos”, explicou Ana Carolina.

Diante do encerramento do Corujão, vale lembrar que as USFs Itamarati, Padre Eustáquio, Nova Floresta e Sebastião Amorim seguem participando do Saúde na Hora, portanto ficam abertas até as 19h de segunda a sexta-feira para atender moradores referenciados. 

Há também o Saúde do Trabalhador, programa que acontece em todas as unidades de saúde da família e compreende a abertura delas em horário estendido pelo menos uma vez por semana. O usuário pode verificar na sua USF a escala definida para esse atendimento.