A análise apresentada pela Ceasa traz, além dos preços mínimo e máximo, o valor médio de comercialização dos produtos

Na tarde desta terça-feira (21), a Ceasa Regional divulgou a análise de mercado feita após a comercialização dos itens ofertados na central. A variação dos preços está ligada às leis de oferta e procura e à sazonalidade do produto, fatores que impactam diretamente nos valores praticados.

Na lista, aparecem mais de 80 alimentos produzidos e fabricados pelo produtor rural; produtos de origem animal, como queijo e ovos; além de itens diversos, como flores, farinha de mandioca e açafrão.

Os preços variam de R$ 220,00 para o polvilho (saco de 50 kg); R$ 40,00 para o pepino japonês (caixa de 20 kg); R$ 30,00 para a batata-doce roxa (caixa de 20 kg); R$ 50,00 para o chuchu (caixa de 20 kg). Há itens que custaram R$ 1,00, como a cebolinha, a chicória e a salsinha. A cotação traz ainda a informação sobre produtos importados, como ameixa, nectarina e kiwi.

Confira os preços praticados: