Visitas fazem parte de projeto da Secretaria de Agricultura; dentre os objetivos está comprovar se as mercadorias entregues à central são de produção própria

Servidores da Secretaria Municipal de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Sustentável (Semads) realizaram, na sexta-feira (17), novas auditorias e visitas a propriedades rurais que abastecem a Ceasa Regional. Acompanhados de um técnico da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais (Emater/MG), desta vez eles estiveram em fazendas na região de São Gotardo e Rio Paranaíba.

O objetivo desse trabalho é verificar se a produção é equivalente aos romaneios entregues ao administrativo da Ceasa. Além disso, busca garantir que os itens comercializados no Mercado Livre do Produtor (MLP) sejam realmente de produção própria, nas quantidades e variedades corretas, de forma a propiciar condição igual, coerente e justa competição no processo de comercialização.

“É importante comprovar essas informações. Caso contrário, o comerciante terá o laudo suspenso e não poderá mais vender seus produtos na central”, explica a secretária da Semads, Ludimila Amanda Moreira. “Nessas visitas, verificamos também se as mercadorias que chegam até a Ceasa estão de acordo com o Boletim Informativo de Produção (BIP) emitido pela Emater”, acrescenta.

Um arquivo foi criado dentro da Ceasa para anexar todas as informações coletadas, inclusive com fotos da produção. Essa medida facilita verificar a veracidade dos dados descritos nos laudos.

O projeto de auditar propriedades que abastecem a Ceasa começou em novembro de 2017. Patos de Minas e Lagoa Formosa também já receberam as visitas, e o intuito é continuar em outros municípios, como Arapuá, Carmo do Paranaíba, Guimarânia, João Pinheiro, Patrocínio, Pirapora, Presidente Olegário e Tiros.