Especialistas alertam que fumante tem risco aumentado de desenvolver complicações no caso de infecção pelo Covid-19

Neste domingo, 31 de maio, é o Dia Mundial sem Tabaco. Em razão do distanciamento social, a Gerência Municipal de Saúde Bucal lembra a data de forma diferente este ano, sem eventos e campanhas presenciais, mas não deixa de chamar a atenção para os benefícios de parar de fumar. 

A gerente do setor, Thays Cristiny Simão Melo, ressalta que, “além de todos os problemas de saúde que o hábito do tabagismo pode causar, o fumante tem risco aumentado de desenvolver complicações no caso de infecção pelo Covid-19”. Qualquer tipo de exposição ao tabaco contribui para o desenvolvimento de problemas cardiovasculares, cânceres e doenças respiratórias crônicas.

A Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais (SES-MG) disponibilizou materiais educativos para divulgação na campanha deste ano, cujo tema é “Alertar os jovens sobre o uso de produtos de tabaco”. Adolescentes e jovens de 13 a 25 anos são o público-alvo dessa conscientização, até porque eles são o foco da indústria do tabaco para atrair novos consumidores por meio de múltiplas estratégias, incluindo as de marketing e publicidade. 

Para mais informações sobre os riscos do tabagismo, acesse o link www.saude.mg.gov.br/tabagismo.