Entidades sociais e famílias em situação de vulnerabilidade social são beneficiadas com doação de produtos alimentícios

Hortifrútis doados por produtores rurais da Ceasa Regional ao Banco de Alimentos

A solidariedade é importante em qualquer tempo, mas ganhou significado ainda mais especial durante esses longos meses da pandemia de Covid-19. E é nesse contexto que as doações de hortifrútis por produtores rurais que comercializam na Ceasa Regional têm feito a diferença na mesa de muitos patenses assistidos por intermédio do Banco de Alimentos Municipal. Nesta segunda-feira (5), por exemplo, a quantidade arrecadada de produtos após comercialização na central foi suficiente para atender cinco entidades sociais do município.

Segundo a integrante do Banco de Alimentos, Elane Diniz, entre os itens repassados hoje estão pepino, berinjela, folhas, banana e mamão. Ela conta que cada vez mais produtores estão sensíveis à ideia de permitir o reaproveitamento de verduras, legumes e frutas que, embora estejam fora do padrão de comercialização, estão aptos para consumo. “Todas as segundas e quintas-feiras, entre 8h e 9h30 aproximadamente, a equipe, liderada pela Luciane Oriente, aborda os doadores, que estão abraçando a iniciativa e nos recebendo com muito carinho.”

Alimentos doados pelo Mesa Brasil

A parceria com o Mesa Brasil, encabeçado pelo Serviço Social do Comércio (SESC), também tem possibilitado ao Banco de Alimentos ampliar o montante de doações. Na última quinta-feira (1º), o programa entregou 765 quilos de biscoito e 1,8 quilos de cenoura, os quais foram distribuídos a entidades e a famílias de crianças assistidas no Projeto Viva Cristavo.