Covid-19: primeiras doses serão para idosos asilados, funcionários de asilos e trabalhadores da linha de frente

Expectativa é que as primeiras doses cheguem a Patos de Minas nas próximas 48 horas

Seguindo critérios de nota técnica divulgada pelo Ministério da Saúde nesta segunda-feira (18), a Secretaria Municipal de Saúde definiu em quais grupos serão aplicadas as primeiras doses da vacina contra o coronavírus que chegarem a Patos de Minas: idosos institucionalizados e trabalhadores dessas instituições de longa permanência, além de trabalhadores da saúde atuantes na linha de frente da Covid-19 das redes pública e privada. Esse público soma cerca de 3.500 pessoas, conforme estimativa levantada pela Vigilância Epidemiológica.

A União já enviou cerca de 560 mil unidades do imunizante para Minas Gerais, e a expectativa é que a remessa de Patos de Minas chegue nas próximas 48 horas. “Ainda não fomos comunicados de quantos doses vêm para nós, mas o importante é que, tão logo elas cheguem, iniciamos a aplicação”, disse o prefeito Luís Eduardo Falcão Ferreira. A Secretaria de Saúde atenderá os idosos nos próprios abrigos, e os profissionais da linha de frente serão vacinados nos locais de trabalho.  

Segundo a secretária municipal de Saúde, Ana Carolina Magalhães Caixeta, o calendário vacinal será atualizado conforme a quantidade de vacinas enviada a cada remessa pelo Governo estadual, que, por sua vez, recebe-as do Governo federal. “Não é o município que define esse quantitativo, por isso não temos como divulgar um calendário a longo prazo. Adiantamos aos cidadãos que, no momento da vacinação, será preciso apresentar documento com foto e número do CPF, pois a vacina será nominal. Acompanharemos o processo com muito critério, para garantir que os grupos prioritários tenham, de fato, prioridade”, destacou.

Segundo momento – Depois de idosos asilados e trabalhadores da linha de frente, a ordem de imunização em Patos de Minas terá demais trabalhadores ativos da saúde e pessoas maiores de 60 anos. Para esse segundo momento, a população-alvo deverá cadastrar-se por meio de uma página eletrônica a ser divulgada até o dia 25 de janeiro. Com os cadastros em mãos, as unidades de saúde da família (USFs) farão contato com o paciente para agendar a aplicação. Ao longo da semana, mais detalhes desse processo serão divulgados nos canais oficiais da prefeitura.