As ações para limpeza do espelho d’água da Lagoinha começam nos próximos dias. E sobre esse trabalho, precisamos explicar alguns pontos importantes.

O serviço, a ser realizado mediante todas as licenças legalmente exigidas, será executado por empresas especializadas contratadas pela Prefeitura de Patos de Minas via licitação. A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Sustentável, por meio da Diretoria de Meio Ambiente, acompanhará as ações.

Não é possível executar a limpeza sem remanejar os peixes e outros animais que habitam o lago. Esse trabalho está marcado para acontecer de 26 a 28 de setembro de 2022, das 8h às 17h.

OS PEIXES A SEREM REMANEJADOS DA LAGOINHA NÃO PODEM, EM HIPÓTESE ALGUMA, SER CONSUMIDOS, uma vez que correm o risco de estar contaminados. Espécies nativas serão soltas em ambientes similares, por exemplo o espelho d’água da Lagoa Grande. Já as exóticas irão para o Cetras e para instituições de ensino (pesquisa).

O desassoreamento (a limpeza de fato) começa na sequência e envolve a retirada de areia, lodo, pedras e outros sedimentos que estejam acumulados no fundo da lagoa, processo esse que possivelmente ocasionará mau cheiro. A “lama” removida será levada gradativamente para o aterro sanitário; até que essa etapa termine, o odor pode permanecer.

A retirada e o transporte desses sedimentos naturalmente causará sujeira na orla e em vias adjacentes. Lavações serão feitas regularmente para minimizar o problema (que é inevitável diante do trabalho que precisa ser executado). Dessa forma contamos com a compreensão da comunidade próxima à Lagoinha e usuários da área.

A Lagoinha faz parte dos espaços disponibilizados para adoção por meio do Viva Patos. Esse processo inclusive já está em andamento, o que muito em breve representará melhorias em todo o parque.