A nova chamada para dose de reforço contra a Covid-19 convoca as faixas etárias de 74 e 73 anos. Essas duas idades foram divididas em dois dias cada, conforme a inicial do nome, e a orientação é que todos respeitem para não tumultuar o atendimento. Os idosos chamados neste momento são os vacinados com CoronaVac há pelo menos seis meses, os quais devem levar documento pessoal com foto e o cartão constando a D1.

Os imunossuprimidos com 18 anos ou mais também estão convocados para a receber a dose adicional na próxima semana, independentemente da vacina recebida (CoronaVac, Janssen, AstraZeneca e Pfizer). É necessário que a segunda dose dessas pessoas tenha sido aplicada há pelo menos 28 dias e que elas apresentem documento que comprove essa condição.

D3-74-e-73-anos

Para acessar as páginas seguintes do documento, posicione o dedo/mouse no rodapé do arquivo e clique na seta

Quais documentos apresentar: 

A imunossupressão com alto grau deve ser comprovada por receita médica ou laudo médico (podendo ser o xerox do documento apresentado na etapa de vacinação das pessoas com comorbidades), ambos datados de até seis meses do dia da convocação

Quem são os pacientes com alto grau de imunossupressão que terão terceira dose:

– Com imunodeficiência primária grave

– Em quimioterapia para câncer

– Transplantados de órgão sólido ou de células tronco hematopoiéticas (TCTH) em uso de drogas imunossupressoras;

– Vivendo com HIV/Aids com CD4

– Em uso de corticoides em doses de até 20 mg/dia de prednisona, ou equivalente, por mais de 14 dias;

– Em uso de drogas modificadoras da resposta imune (veja tabela abaixo)

– Pacientes em hemodiálise

– Pacientes com doenças imunomediadas inflamatórias crônicas (reumatológicas, autoinflamatórias, doenças intestinais inflamatórias).