Foto: Fábio Marchetto / SES-MG

A partir de segunda-feira (4/4), as unidades básicas de saúde de Patos de Minas começam a ofertar a vacina contra a gripe para idosos com 60 anos ou mais de idade e trabalhadores da saúde. Essa será a primeira etapa da campanha, que acontece nacionalmente. A imunização tem como objetivo reduzir as complicações, internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da Influenza. 

Os moradores de Patos de Minas que pertencem ao grupo prioritário dessa etapa inicial podem procurar as unidades de saúde (exceto Várzea) de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 16h30. As USFs Nova Floresta, Sebastião Amorim, Itamarati e Padre Eustáquio têm horário estendido até 18h30. É necessário levar documento de identidade e, no caso dos trabalhadores da saúde, documento que comprove o vínculo com o segmento (por exemplo, contracheque/holerite, contrato de trabalho atualizado ou controle de ponto). 

“A vacina Influenza trivalente utilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) em 2022 é eficaz contra as cepas H1N1, H3N2 e tipo B. A vacinação anual previne as formas graves da doença, reduzindo o impacto sobre o sistema de saúde, principalmente neste momento de pandemia que ainda estamos enfrentando. A meta é imunizar 90% das pessoas incluídas nos grupos prioritários”, explica a coordenadora estadual do Programa de Imunizações da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), Josianne Gusmão.  

Etapa dois – Conforme o Ministério da Saúde, a segunda etapa da Campanha de Vacinação contra a Influenza começará no dia 2 de maio, sendo voltada para crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes e puérperas, indígenas, professores, pessoas com comorbidades e deficientes permanentes, além das Forças Armadas, de segurança e salvamento, dentre outros.

Cronograma da 24ª Campanha de Vacinação contra a Influenza

Primeira etapa4 a 30/4

– Idosos com 60 anos ou mais
– Trabalhadores da saúde

Segunda etapa – de 2/5 a 3/6

– Crianças (6 meses a < de 5 anos)
– Gestantes e puérperas
– Povos indígenas
– Professores
– Pessoas com comorbidades
– Pessoas com deficiência permanente
– Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso
– Trabalhadores portuários
– Forças de segurança, salvamento e Forças Armadas
– População privada de liberdade e funcionários do sistema de privação de liberdade
– Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas