Trabalho é importante para quantificar o número de cães e gatos domiciliados, dando base para planejar ações de saúde animal

Cães e gatos domiciliados em Patos de Minas estão sendo recenseados pela Secretaria Municipal de Saúde. O trabalho, iniciado na última quarta-feira (3/11), é realizado por agentes de combate a endemias (ACEs) durante as visitas de rotina do tratamento de prevenção às arboviroses (por exemplo dengue, zika e chikungunya). 

O objetivo do trabalho é avaliar diretamente o número de cães e gatos vivendo em residências do município, informação fundamental para o planejamento das ações de saúde animal. “Contamos com a cordial colaboração da nossa comunidade para que tenhamos excelente atualização desses dados”, diz a coordenadora de Vigilância em Saúde Ambiental, Geize Marques.

A diretora destaca que os ACEs estarão sempre uniformizados, como comumente já ocorre nas visitas de rotina, e que o munícipe pode entrar em contato pelo telefone (34) 3822-9755 em caso de dúvidas. A previsão é que o trabalho de recenseamento dos animais dure dois meses. 

O Censo Animal de 2021 é uma revisão do Censo Ambiental realizado em 2018, com foco específico no manejo populacional de cães e gatos. A visitação para coleta dos dados ocorre apenas nas residências da área urbana. Na área rural, toma-se como base os números da vacinação antirrábica que está ocorrendo desde setembro de porteira a porteira.