Patos de Minas passa a disponibilizar temporariamente, até fevereiro de 2023, a meningocócica C (conjugada) para crianças não vacinadas de 5 a 10 anos e para trabalhadores da saúde independentemente da idade. As doses estão disponíveis nas unidades de saúde da família (exceto Várzea), de segunda a sexta-feira (dias úteis). No geral, as salas de vacina funcionam das 7h30 às 16h. 

A medida atende à recomendação do Ministério da Saúde, que, com a liberação, objetiva proteger esses grupos e evitar surtos de meningite causadas pelo sorogrupo C. O órgão busca também reverter a baixa cobertura vacinal que se agravou a partir de 2020 em razão da pandemia de Covid-19. 

“Os pais que tiverem dúvidas se os filhos tomaram ou não a meningocócica C, devem levar o cartão para o profissional de saúde avaliar. Essa é uma oportunidade até mesmo para atualizar a proteção das crianças caso outros imunizantes não estejam em dia”, orienta a gerente da Vigilância Epidemiológica, Lílian Amorim. 

Trabalhador de saúde – A administração da vacina para profissionais da saúde ocorre mediante a comprovação de atuação na área (holerite/contracheque, carteira de trabalho, contrato de trabalho atualizado).  Estão nesse grupo, por exemplo, indivíduos vinculados a setores de assistência, vigilância à saúde, regulação e gestão à saúde, como: hospitais, clínicas, ambulatórios, unidades básicas de saúde, laboratórios, farmácias e drogarias. Entram também as pessoas que atuam em cuidados domiciliares (programas ou serviços de atendimento domiciliar, cuidadores de idosos, doulas/parteiras).

Rotina – No calendário de rotina, a vacina contra a meningite C está disponível para menores de 5 anos, em esquema de duas doses (preferencialmente aos três e aos cinco meses) e um reforço (preferencialmente aos 12 meses). Adolescentes de 11 e 12 anos também podem receber uma dose da vacina meningocócica ACWY.