Obras de canalização do Monjolo avançam em Patos de Minas

A intervenção na Avenida Fátima Porto começou no dia 15 de fevereiro, e os trabalhos estão dentro do cronograma previsto em contrato

 

A canalização de mais um trecho do Córrego do Monjolo avança, e quem passa pelo local das obras já consegue ter ideia de como ficará a intervenção. Grande parte do córrego já foi escavada para ampliar a capacidade do leito, e a estrutura de concreto começou a ser fixada, o que requer o desvio do curso d’água por tubulações.

Para a fase que compreende a instalação dos módulos de concreto, a obra foi dividida em três partes. Na primeira, localizada entre as ruas Guaraci e Maranhão, a laje de fundo do canal já foi executada em mais de 70 metros, e o primeiro módulo de parede está erguido. O trabalho segue com armação de paredes e posterior montagem de fôrmas e concretagem dos outros módulos.

Na segunda parte, que vai até as proximidades da Rua Amazonas, foi iniciado o enrocamento de pedra, ou seja, a base da obra. “É instalada uma estrutura em pedra para fazer a proteção contra os efeitos erosivos causados onde existe o fluxo d’água. Esse é um recurso muito utilizado em galerias para que elas apresentem as condições exigidas para uma fundação de canal de concreto”, explica o secretário municipal de Obras Públicas, Paulo Henrique Caixeta. Na sequência será feito o lastro de concreto, a laje e as paredes.

O mesmo procedimento será repetido na terceira e última parte, que vai até próximo ao cruzamento com a Avenida Brasil, encontrando com o trecho já canalizado.

Quando estiver com todos os módulos montados, a intervenção entra na fase de reaterro, isto é, quando o vão entre a parede do leito e a rua é preenchido com terra. Na sequência será construída a nova ponte conforme os parâmetros definidos em projeto (em substituição à que foi demolida) e instalado o guarda-corpo metálico. Ao fim dos serviços executados em cada trecho, a pavimentação asfáltica será recomposta para possibilitar a regularização do trânsito.

Por contrato, a obra de canalização do Córrego do Monjolo deverá ser totalmente executada em 18 meses.