Patos de Minas receberá mais de R$ 1 milhão para fomento à cultura

Repasse é referente à Política Nacional Aldir Blanc (PNAB)

 

Boa notícia para o setor cultural! Patos de Minas receberá recursos na ordem de R$ 1,1 milhão, investimento decorrente da Política Nacional Aldir Blanc de Fomento à Cultura (PNAB). Com a aprovação do plano de ação elaborado pela Diretoria de Cultura e encaminhado no fim do ano passado, Patos conseguiu captar o valor integral disponível para o município. O próximo passo é a elaboração dos editais que vão definir os critérios para distribuição do recurso.

 

A PNAB é uma política de fomento à cultura por meio de repasses da União aos entes federados de forma continuada. Diferentemente da Lei Aldir Blanc 1 e da Lei Paulo Gustavo (LPG), que tinham caráter emergencial, os projetos e programas que integrarem a PNAB receberão investimentos regulares. A política dispõe de R$ 3 bilhões para serem utilizados em atividades e projetos culturais, financiamento e manutenção de ações e de espaços artísticos entre outros objetivos definidos na Lei Federal nº 14.399/2022.

 

Para quem é a PNAB? – A política destina-se aos trabalhadores da cultura, entidades, pessoas físicas e jurídicas que atuem na produção, difusão, promoção, preservação e aquisição de bens, produtos ou serviços artísticos e culturais, inclusive, o patrimônio cultural material e imaterial.

 

Oitivas – Em Patos de Minas, o processo de elaboração dos editais para repasse dos recursos da PNAB já foi iniciado. Assim como aconteceu com os editais da LPG, a Diretoria de Cultura realizará oitivas por segmento cultural, tanto na sede do município quanto nos distritos, para levantar as demandas dos agentes culturais e esclarecer eventuais dúvidas sobre a política.

 

Aldir Blanc – Carioca, nascido em 2 de setembro de 1946, Aldir Blanc Mendes foi escritor e um dos principais letristas da música brasileira. Ele deixou mais de 500 composições, entre elas O Bêbado e a Equilibrista (com João Bosco), Resposta ao Tempo (com Cristóvão Bastos) e Catavento e Girassol (com Guinga). Blanc morreu em 2020, no Rio de Janeiro, vítima da covid-19.