Primeira colocada, Patos de Minas receberá recursos do Programa Estadual de Regaste de Animais Domésticos

O avanço das políticas públicas voltadas a cães e gatos em Patos de Minas colocaram o município em primeiro lugar entre os selecionados no Programa Estadual de Resgate de Animais Domésticos. Por meio da iniciativa, realizada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), a prefeitura receberá R$ 117 mil para adquirir um veículo (pick-up, cabine simples) a ser utilizado no resgate de caninos e felinos em situação de maus-tratos e abandono.

Patos de Minas e outras cinco cidades selecionadas (Pompéu, Nova Serrana, Passa Tempo, Turmalina e Itamarandiba) assinarão convênio de 12 meses com o estado. Como contrapartida, deverão promover os cuidados necessários ao bem-estar dos animais resgatados, assim como castrá-los e microchipá-los, inserindo as informações no Sistema Estadual de Identificação de Animais Domésticos (o que já vem sendo feito pela Secretaria Municipal de Saúde).

A seleção de Patos de Minas em mais esse edital é comemorada. “Hoje trabalhamos com veículo locado para as ações de resgate animal. Um novo automóvel amplia nossa capacidade de atuação, além de reduzir custos”,  explica a coordenadora da Vigilância em Saúde Ambiental, Geize Marques. “A nossa classificação em primeiro lugar prova que estamos no caminho certo quanto às ações de proteção animal”, complementa. 

Geize lembra que são grandes as demandas relacionadas a cães e gatos no município. Somente este ano, o Centro de Controle de Zoonoses atendeu mais de 120 denúncias de abandono e maus-tratos a animais domésticos. “Estima-se que atualmente há cerca de 8 mil cães e gatos em situação de rua na cidade. Estamos castrando esses animais por meio de convênio com a Aspaa, e o município também está avançando na microchipagem, agora aberta a toda a população”, explica a coordenadora. 

 

  • Saiba mais sobre nossas ações de proteção animal no material abaixo:

 

Balanço manejo populacional (2)